Projeto Tatu-Canastra

O Tatu-Canastra é a maior espécie de tatu existente. Devido ao seu comportamento de viver embaixo da terra e em baixas densidades populacionais, contribuem para que esta espécie ameaçada seja muito pouco conhecida.

Hoje o Projeto Tatu-Canastra – Pantanal é o primeiro projeto de pesquisa em longo prazo dedicado a conhecer sua ecologia neste bioma utilizando radiotransmissores, armadilhas fotográficas, levantamento e pesquisa de suas tocas, monitoramento de indivíduos e mapeamento de sua área de uso e entrevistas com a comunidade local.

Recentemente, o projeto expandiu seus estudos a outras espécies de Xenarthras, como tamanduás e os tatus como por exemplo o tatu-de-rabo-mole (Cabassous unicinctus).

O tatu-canastra junto com outras espécies de Xenarthras são considerados embaixadores da nossa biodiversidade, servindo como excelentes modelos para a educação ambiental e programas para iniciativas de conservação de espécies ou preservação de biomas nacionais e internacionais.Agora, o Projeto Tatu-Canastra atua em parceria com a Oficina de Girafas & Cia.

Acesse e saiba mais: facebook.com/projetotatucanastra